Aqui você encontrará textos sobre psicanálise, literatura e meus escritos literários.

Precisa de revisão ortográfica? Venha para a Oficina do Texto: Clique aqui!

Leia aqui o texto que inspirou o nome do Blog!

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Tenho sono, mas não posso dormir



Primo,
Quantas vezes já te disse que, depois que você voou para o nunca mais, eu comecei a escrever? Vou te contar certinho como foi. No dia em que recebi a notícia de sua partida, eu estava lendo um livro da Clarice Lispector que se chama Água Viva. Sabe, é um livro que queima a gente, porque a vida queima, a vida dói. E bem nos dias eu soube que você decidiu ir embora. A literatura me ajuda a sarar as dores da vida, então, não sei o que teria sido dos meus dias se não soubesse que a dor não era só minha. Eu senti uma “solidão destampada”, termo de Manoel de Barros para dizer como é a morte. Senti uma dor rasgada, mesmo que já estivesse longe de você há tempos. Poxa, houve momentos que vivi com você que compuseram a música da minha vida. Seu narigudo filho de uma mãe.

domingo, 19 de outubro de 2014

Carta 17 - Sobre tabuadas e tabus


Meu querido, quantas saudades!
Da última vez em que nos vimos eu estava completando 30 anos de idade. Você já tem quase dois e acho que em breve estará se virando bem no mundo das palavras. Então poderemos colocá-lo para dar seu primeiro salto com suas próprias asas, tal como fazem os passarinhos com seus passarinhinhos. O primeiro salto será apenas o primeiro, de muitos que virão. Na verdade, querido, os saltos não param nunca. O mundo dos humanos é tão complicado...mas não impossível. Nunca pense que as coisas são impossíveis. É claro que nada vem de mão beijada.

sábado, 11 de outubro de 2014

Filme "Trash - a esperança vem do lixo" e a infância

E neste dia das crianças eu vou falar de um filme que assisti ontem e que me deixou com uma sensação de estar implodida, inundada por um sentimento desconhecido. Um buraco que tem que ser preenchido com palavras. Trata-se do filme Trash – a esperança vem do lixo. Gravado no Brasil, de direção estrangeira, com destaque para Selton Mello e Wagner Moura. Mas pra meus olhos o destaque foi para os três atores mirins, por isso escrevo pra comemorar o dia das crianças.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Diálogos do cotidiano - Papo de psicanalistas


A Psicanálise é pra quem gosta de ouvir, mas não só. Os psicanalistas, ainda mais os lacanianos, são bastante falastrões. Gostam de jogos palavréticos, metáforas, metonímias, poesias, prosas...Manoel de Barros é a glória dos Lacanianos. De vez em quando eles se encontram, não só pra falar de psicanálise. Às vezes se metem em entreveros amorosos, mas nada dura muito tempo, pois sabem que a relação sexual não existe. Imaginar um papo casual entre um casal de psicanalistas que acaba de se conhecer não é muito difícil.
            Ele vivia sozinho, rodeado por suas ideias e ruminações mentais. Ela, solteira e doida pra ser o que falta a alguém. Uns amigos em comum achavam que poderia ser uma boa coisa colocá-los para duelar, digo, dialogar.